Sinop sediará festival de divulgação científica em bares

Na próxima semana, de 22 a 24 de maio, será realizado em 26 países o festival Pint of Science. Pela terceira vez a cidade de Sinop será uma das sedes deste evento que busca fazer a divulgação científica de uma forma descontraída em bares.

Nascido em Londres, o festival tem o nome em inglês e faz alusão ao ambiente onde é realizado. Em uma tradução livre, significa uma dose de ciência. A proposta é que cientistas deixem seus laboratórios e gabinetes e falem sobre ciência para a população de uma maneira simples, em um local onde elas estão se divertindo.

Nos três dias o evento começa às 19h e ocorre simultaneamente, com programações distintas, no Mestre Cervejeiro e no The Grill. A entrada é gratuita e os participantes pagam o que consumirem nos bares.

A cada noite são realizadas duas apresentações de cientistas que atuam em Sinop nas mais diferentes áreas do conhecimento. Após uma explanação de 30 minutos, é aberto um grande espaço para interação com o público, que pode tirar suas dúvidas sobre o tema.

Neste ano a programação em Sinop terá apresentações sobre aquecimento global, microbiologia, demografia, ciência de base para desenvolvimento de tratamento para malária, uso de satélites, risco da exposição às telas para a saúde da visão, hipnose como técnica terapêutica, entre outros. A programação completa está disponível no site https://pintofscience.com.br/events/sinop.

Participam como apresentadores do Pint of Science em Sinop cientistas da Embrapa Agrossilvipastoril, da Universidade Federal de Mato Grosso, da Universidade Estadual de Mato Grosso, da Fastech e da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Seciteci).

O festival

O Pint of Science nasceu em 2012, por iniciativa de dois pesquisadores do Imperial College, de Londres. Ao realizarem encontros com pacientes e pessoas interessadas em ciência em seus laboratórios sobre doenças neurodegenerativas, eles se perguntaram como seria possível levar o cientista até as pessoas.

A resposta estava nos pubs londrinos e assim começou o maior festival de divulgação científica do mundo. O nome pint (lê-se “paint”) vem do nome dado ao copo usado pelos ingleses para tomar cerveja. A palavra é uma medida de volume variável de país para país. Na Inglaterra equivale a 568 ml e, nos Estados Unidos, a 473 ml.

Após o sucesso na terra da rainha, o festival ganhou o mundo. Chegou ao Brasil em 2015 por meio de um projeto piloto em São Carlos (SP) e vem crescendo a cada ano. Neste ano serão 123 sedes no país. Sinop já sediou o evento em 2019 e 2022.

Atualmente o festival conta com uma coordenação nacional, coordenadores regionais e, em cada cidade sede, coordenadores locais e coordenadores de bares.

Em Sinop o evento é coordenado pela professora da Fastech Mônica Bartira, com apoio de professores da UFMT, Unemat, Fasipe e da equipe de Comunicação da Embrapa Agrossilvipastoril. A iniciativa conta com patrocínio da Fastech.